fbpx

Receba nossas Novidades!

Fique por dentro das novidades do mundo contábil.

Financeiro

Veja como o fluxo de caixa livre favorece a expansão de um negócio

15 de outubro de 2019
Veja como o fluxo de caixa livre favorece a expansão de um negócio
Tempo de leitura: 4 minutos

Se você é empreendedor, provavelmente já sabe a importância da gestão das movimentações financeiras do caixa para a saúde do seu negócio. Afinal, ter o controle das finanças empresariais garante o crescimento sustentável e a proteção da organização como um todo.

Mas você sabe o que é o fluxo de caixa livre (FCL) e qual é o seu papel dentro do planejamento e do projeto de expansão de uma empresa?

O fluxo de caixa é uma ferramenta que permite controlar as movimentações financeiras. Ele apresenta diversas variáveis, sendo que o FCL é uma delas.

Neste artigo, você vai entender o conceito de fluxo de caixa livre e as suas diferenças, como calculá-lo e a sua importância no desenvolvimento de uma organização. Acompanhe e entenda!

O que é um fluxo de caixa livre?

O fluxo de caixa livre está relacionado ao saldo de caixa  da empresa, à disposição depois de terem sido feitos todos os pagamentos obrigatórios. Ou seja, ele representa o dinheiro disponível após terem sido quitadas todas as suas obrigações financeiras. Trata-se, assim, de um saldo positivo no caixa.

Dessa forma, é possível afirmar que o fluxo de caixa livre, na prática, pode ser utilizado para pagar dividendos aos acionistas ou dívidas que a empresa tenha interesse em quitar.  Ele também pode ser utilizado para medir a capacidade de o negócio gerar caixa ou, simplesmente, para investir no desenvolvimento da organização.

Qual é a diferença entre fluxo de caixa e fluxo de caixa livre?

A forma mais fácil de compreender o significado e a aplicabilidade prática do FCL é entendendo a sua relação com o conceito do fluxo de caixa. Muito embora ambos os termos possam causar certa confusão no empresário, é importante saber que eles são totalmente diferentes.

O fluxo de caixa diz respeito ao dinheiro que é movimentado em uma empresa durante um determinado período de tempo — ou seja, é o dinheiro que entra e sai do negócio. Ele é apresentado na Demonstração de Fluxo de Caixa.

A sua gestão é extremamente importante na rotina financeira de qualquer empresa, uma vez que ajuda a manter o controle do dinheiro, trazendo dados importantes para o empresário entender o comportamento das finanças do seu negócio. Por isso, toda a empresa deve investir no controle eficiente e diário das movimentações de dinheiro no seu caixa.

Já o fluxo de caixa livre representa a quantidade de capital que a empresa tem “sobrando”, após realizar o pagamento de todas as suas obrigações. Ou seja, ele é considerado o valor atual em dinheiro disponível no caixa do negócio.

Como calcular o fluxo de caixa livre?

O cálculo do FCL é bem simples. Para obtê-lo, basta subtrair o valor do Fluxo de Caixa Operacional das despesas de capital. Para ficar mais fácil de entender, basta aplicar a seguinte fórmula:

  • Fluxo de Caixa Livre = Fluxo de Caixa Operacional – Despesas de Capital

Vale lembrar que, muito embora a fórmula seja simples, o fluxo de caixa livre pode ser uma métrica que demanda um cálculo complexo, uma vez que é preciso definir previamente o Fluxo de Caixa Operacional e as Despesas de Capital — ambos obtidos por meio da análise do balanço patrimonial ou da demonstração de fluxo de caixa.

O ideal, em caso de dúvidas, é buscar o apoio de uma empresa de Contabilidade, composta de profissionais com conhecimento técnico necessário para auxiliar na gestão e no controle dessas informações.

Como interpretar um fluxo de caixa livre?

O grande segredo do fluxo de caixa livre é a sua interpretação a longo prazo. Isso porque, com o passar dos meses, as informações do FCL ajudam o empresário a compreender o comportamento das suas finanças, contribuindo para o processo de tomada de decisão.

Desta forma, é possível projetar o futuro financeiro da empresa, possibilitando tomar decisões a longo prazo sobre investimentos e melhorias que visem o crescimento do negócio. Para isso, o fluxo de caixa deve apresentar números positivos — caso sejam negativos de forma recorrente, é sinal de que a empresa está se tornando financeiramente inviável.

Alguns negócios podem ter valores positivos em um determinado período de tempo e negativos em outros. Porém, tenha em mente que o importante é a sua média ser sempre positiva, visando manter a segurança das finanças. Assim, não é preciso reduzir os novos investimentos a longo prazo, o que poderia influenciar no desenvolvimento da sua empresa.

Em última análise, significa dizer que o fluxo de caixa em si não representa objetivamente a gestão do empreendimento, mas se permanece negativo pode configurar a falência de uma empresa, mesmo que se tenha o DRE saudável.

Para exemplificar, considere que sua empresa não possui crédito no mercado e compra R$ 50 mil em produtos para pagar em 45 dias e os vende à R$ 120 mil para receber em 90 dias, ela inegavelmente está com um ganho expressivo na operação, mas estará praticamente falida em 45 dias, pois terá que pagar os produtos antes de receber pelas vendas.

Qual é a importância do FCL para o crescimento do negócio?

O FCL é um relatório essencial para que as empresas entendam a situação das suas finanças. O documento traz informações que permitem identificar problemas e resolvê-los com maior planejamento e atenção.

O indicador do fluxo de caixa é importante em qualquer projeto do negócio, já que ajuda a conhecer o passado e a qualificar o processo de tomada de decisões futuras — inclusive com relação a elaboração de orçamentos, previsões de gastos e investimentos do negócio.

É por isso que é tão importante que o gestor e o empresário organizem adequadamente as informações da sua empresa, diferenciando recebimentos e pagamentos, e controlando de perto as movimentações financeiras da sua organização.

Ter acesso a essas informações e entender o seu impacto no desenvolvimento das estratégias de crescimento da empresa é essencial para qualquer negócio, independentemente do seu porte ou ramo de atuação.

Como vimos, o FCL indica qual é o capital que a empresa pode gerar após pagar todas as suas obrigações financeiras. Sem recursos, é difícil para a organização desenvolver novos produtos, realizar novas aquisições, fazer os pagamentos e, até mesmo, reduzir o montante de suas dívidas.

Para você que é empresário, calcular e conhecer o FCL do seu negócio é imprescindível na qualificação do seu processo de tomada de decisões. Além disso, a análise do relatório contribui para a segurança e desenvolvimento da organização junto ao mercado, favorecendo a proteção das finanças e ajudando a evitar problemas que possam impactar no sucesso do seu empreendimento.

Gostou deste artigo sobre fluxo de caixa livre? Então, siga a Lafs Contabilidade nas redes sociais e fique por dentro de outros conteúdos como este. Estamos no Facebook, LinkedIn, Instagram e Twitter!

Veja Outras postagens