fbpx

Receba nossas Novidades!

Fique por dentro das novidades do mundo contábil.

Financeiro

6 linhas de crédito para pequenas empresas que você deve conhecer

29 de agosto de 2019
6 linhas de crédito para pequenas empresas que você deve conhecer
Tempo de leitura: 4 minutos

Se você é empresário já deve ter pesquisado o que são linhas de crédito para pequenas empresas e suas principais características, certo?

No Brasil os microempreendedores trabalham duro para erguer uma empresa de forma sólida. Porém, sabemos que não é uma tarefa fácil, principalmente para pequenos negócios que necessitam de recursos financeiros para expandir, estruturar e consolidar um trabalho.

Mediante a necessidade das empresas de realizar investimentos para obter crescimento, decidimos apresentar as opções disponíveis para linha de crédito. Neste texto, explicaremos como cada uma funciona, para que o microempreendedor avalie os riscos de recorrer a um financiamento. Ficou interessado? Então, acompanhe!

Quais são os caminhos para obter linha de financiamento?

Para que você consiga identificar a melhor alternativa, é necessário responder a algumas perguntas relevantes que vão apontar para qual direção seguir. A primeira questão é: qual o tamanho real do seu negócio?

Às vezes, os empresários não sabem em qual categoria sua empresa pertence — isto é, microempresa ou empresa de pequeno porte. Contudo, é estritamente necessário saber qual é a classe do seu negócio. É preciso lembrar que a linha de crédito para pequenas empresas só é liberado mediante a comprovação. Ou seja, se a sua firma não se encaixa nos pré-requisitos, o financiamento será negado.

A segunda pergunta é: você precisa do dinheiro com urgência? Se a resposta for sim, indicamos que procure obter a quantia junto aos bancos tradicionais, pois os processos de linha de crédito junto a empresas públicas federais, como o BNDES, são prolongados.

Quais são as principais linhas de crédito para pequenas empresas?

BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é, simplesmente, o maior banco de financiamento. Apesar da sua magnitude, é uma instituição que apoia desde micro a grandes empresas — porém, com prioridade nos pequenos negócios.

De modo geral, o intuito é oferecer condições especiais para facilitar o acesso às principais linhas de crédito para pequenas empresas, como:

  • BNDES MPME Inovadora;
  • BNDES Automático;
  • BNDES Giro;
  • BNDES Microcrédito;
  • Cartão BNDES.

Para cada modelo de negócio, existe um opção correspondente. Há alternativas para empresários que precisam de um montante maior, mas tem a possibilidade de optar por uma linha de crédito mais simples — que, inclusive, é a preferida dos empreendedores.

Vejamos algumas dessas 7 opções do BNDS

1. BNDES MPME Inovadora

Tratam-se de financiamentos de até R$ 20 milhões (até R$ 10 milhões se for para capital de giro) para projetos de inovação realizados por micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) de faturamento anual de até R$ 300 milhões.

Lembrando que o limite de faturamento para microempresas é de R$ 360 mil e para empresas de pequeno porte o limite é de R$ 4,8 milhões, logo, a empresa que fatura acima de 4,8 milhões e abaixo dos R$ 300 milhões será considerada média empresa.

2. Cartão BNDES

Destinado para empresários que necessitam de valores até R$1 milhão. Para oferecer condições especiais, o banco limita o uso dessa quantia, ou seja, o valor só pode ser usado para compra de produtos que são credenciados no Portal de Operação do cartão BNDES.

A taxa de juros é determinada mensalmente e os períodos de amortização mudam em conformidade com a empresa registrada que o empreendedor escolher.

3. BNDES FINAME

O FINAME consiste no financiamento da produção e aquisição de máquinas e equipamentos nacionais credenciados no BNDES.

A empresa escolhe a máquina ou equipamento que deseja obter. Mas a máquina/equipamento deve está previsto na lista de equipamentos financiáveis pelo BNDES Finame.

Após a verificação do item na lista, a empresa deve procurar um agente financeiro credenciado no BNDES e solicitar o financiamento do item. Os agentes financeiros são autorizadas a repassar os recursos do BNDES.

4. BNDES FINEM

O BNDES FINEM são linhas de financiamento para projetos que beneficiem a sociedade. Entende-se por projeto que beneficie a sociedade aquele que estiver de acordo com as prioridades de apoio do BNDES. São exemplos de prioridades para o BNDES saneamento, meio ambiente, segurança pública e MPMEs.

No caso das MPMEs, as condições do BNDES FINEM são as seguintes: Taxa de juros: composta pelo custo financeiro (TLP e/ou Custo de Mercado), a remuneração do BNDES (Incentivada B: 1,3% ao ano) e a taxa de risco de crédito (variável conforme risco do cliente e prazo do financiamento).

5. FINEP

A Financiadora de Estudos e Projetos, como o próprio nome já diz, é uma empresa pública que trabalha no incentivo aos projetos de inovação. Se sua empresa tiver algum planejamento no segmento, essa é a melhor opção.

A inovação pode ser aplicada em diversos níveis empresariais, gerando excelentes resultados nas empresas de micro, pequeno e médio porte, principalmente naquelas já estabelecidas. Essa solução é voltada para análise do empreendimento e o que pode ser feito para impulsionar seu crescimento, podendo ser aplicada em qualquer negócio.

A vantagem é que a instituição consegue disponibilizar uma quantia relevante com taxa de juros extremamente baixa.

A FINEP também possui um programa denominado INOVACRED que disponibiliza financiamento às empresas com receita anual de até R$ 90 milhões. O objetivo do programa é financiar a criação de novos produtos, processos e serviços, ou melhorar os já existentes. Também visa o financiamento ou de inovação em marketing ou inovação organizacional. Os recursos são concedidos por meio de agentes financeiros nos respectivos estados ou regiões onde atuam.

6. Proger Urbano — Capital de Giro

Financiamento direcionado para negócios que almejam expandir seu capital de giro. Por conta disso, o valor disponibilizado é de até R$200 mil por empresa, com período máximo de até 48 meses para a quitação, sendo que 12 meses é de carência, e limite financiável de 100%. Nesse tipo de linha de crédito, o juro aplicado é o TJLP: taxas de longo prazo, que usualmente são de até 12% ao ano.

Qual é a importância da linha de crédito para a sua empresa?

É indispensável que o empresário compreenda o que está sendo oferecido para a sua atividade. Assim, os financiamentos devem ser adquiridos de acordo com os objetivos do negócio, como:

  • onde será investido o recurso;
  • o que pode ser melhorado e expandido dentro da empresa;
  • quais projetos podem ser beneficiados com esse montante.

Assim como qualquer novidade dentro de um negócio, é interessante que o gestor participe ativamente e avalie cada opção que o mercado disponibiliza. Por isso, ele deve acompanhar as estratégias propostas por cada financiamento.

A avaliação de cada engrenagem que envolve esse processo é de grande importância para criar uma real parceria que atenda às necessidades de urgência da sua empresa.

Um erro comum entre empresários é postergar a procura por linhas de crédito que são eficazes, causando danos a curto prazo e podendo custar a integridade da atividade. Por isso, as alternativas de financiamento que o governo disponibiliza têm um papel muito importante no dia a dia de um negócio!

Se você gostou de saber mais sobre as linhas de crédito e deseja aprimorar os seus conhecimentos na área contábil, leia também o nosso post com 7 dicas essenciais para o sucesso de pequenas empresas!

Veja Outras postagens